Marcello Diaz

Fazer de São José de Ribamar uma cidade empreendedora, principalmente para os jovens. Esta foi uma das principais mensagens passadas pelo pré-candidato a prefeito da cidade balneária, Jota Pinto, durante entrevista ao programa Ponto Continuando, da Rádio Mais FM, no início da noite desta quinta-feira, 16.
Durante cerca de 25 minutos, o pré-candidato respondeu a perguntas dos entrevistadores Jeisael Marx, Jorge Vieira, Clodoaldo Corrêa e Leandro Miranda. Logo no início da entrevista ele informou que deixou o Patriotas e disputará a Prefeitura de Ribamar pelo seu antigo partido, o PDT. A assinatura de filiação ocorrerá no próximo dia 1° de fevereiro.

Ao informar por que decidiu se candidatar a prefeito de Ribamar, Jota Pinto informou que tem uma longa história afetiva com o município, desde criança, quando sua mãe o consagrou ao santo padroeiro para que ficasse curado de um problema de saúde. Ele ficou curado e desde então virou um devoto fervoroso de São José de Ribamar, junto com sua família.
Anos mais tarde, foi o segundo deputado estadual mais votado da cidade e o parlamentar que mais destinou emendas para o Município, entre elas a que cria o Distrito Industrial de Ribamar.
Jota Pinto informou que a vontade de ser prefeito veio de forma natural e ele se juntou a uma grande equipe de trabalho para traçar um plano de desenvolvimento para o município.
“Antes de me tornar político, já era empresário. Sou empreendedor. Quero que Ribamar deixe de ser uma cidade dormitório e passe a ser uma cidade empreendedora, atrativa para novas empresas. Só assim vamos gerar emprego e renda para a população. Este é o principal desejo do ribamarense hoje: emprego”, afirmou Jota Pinto.
O pré-candidato respondeu à pergunta de uma ouvinte que reclamou da falta de vagas nas escolas de educação infantil e nas creches do Município. “Sabemos que os moradores das vilas não conseguem vagas para seus filhos perto de casa. A ideia é implantarmos creches de tempo integral em cada vila onde a demanda por vagas for maior”, informou Jota Pinto.
Ao falar de Saúde, Jota Pinto disse que pretende trabalhar a metropolização, e colocou a possibilidade de uma gestão compartilhada do hospital maternidade que o Governo do Estado está construindo em Paço do Lumiar, com 52 leitos. Também citou como ideia a construção de uma unidade de saúde dentro de Ribamar, próximo às vilas, que funcionaria semelhante ao Pan-Diamante de São Luís.
“Fui secretário de Articulação Metropolitana na gestão do prefeito Tadeu Palácio e apresentei a proposta da metropolização da Grande São Luís, motivado principalmente pela Refinaria da Petrobras que viria para Bacabeira. Depois que o Governo do Estado assumiu o processo, ele avançou. Todos os prefeitos hoje concordam com a sua importância, pois todos perdem cerca de R$ 120 milhões com a falta do conselho de metropolização. Uma ideia é reunir todos os prefeitos e tentarmos caminhar juntos e solucionar problemas como o transporte, destinação do lixo, saúde e educação”, ressaltou Jota Pinto.

BRK
Com relação à BRK, Jota Pinto criticou o fato de as pessoas não estarem tendo condições de pagar as contas de água. “Hoje o nome da BRK está limpo e o dos consumidores está sujo. Vamos pedir auditoria do contrato para podermos cobrar da BRK tudo o que ela se comprometeu a fazer, principalmente com relação à rede de esgoto e à prestação de serviço de qualidade”, afirmou.
Sobre a infraestrutura, Jota Pinto disse que a ideia é fazer a drenagem profunda nas principais vias de transporte pesado para que o asfaltamento seja de qualidade. Ele também planeja incentivar a fabricação de bloquetes para revestir as ruas, o que vai garantir emprego e renda para pedreiros, ajudantes e mestres de obras da cidade.
“Nossa ideia é investir na economia criativa para garantir emprego, renda e uma melhor qualidade vida à população ribamarense”, resumiu Jota Pinto.

Post a Comment

Deixe aqui seu comentario: