Postagem em destaque

Anitta grava vídeo contra o candidato Bolsonaro e tem carreira prejudicada


Desde que gravou um vídeo se mostrando a favor do movimento #EleNao, a cantora vem sofrendo ataques por parte dos eleitores do presidenciável nas redes sociais e isso vem influenciando negativamente na sua carreira.

O motivo, conforme apontado pelo colunista Ricardo Feltrin, é a grande quantidade de “deslikes” em seus vídeos no YouTube. Para completar, tanto os patrocinadores da artista quando as empresas que contam com a sua imagem nas campanhas publicitárias também estão sendo atacados por essas mesmas pessoas.

Os militantes do político montaram uma verdadeira “operação” de guerra contra Anitta, que em menos de dez dias, teve todo o conteúdo relacionado ao seu nome no YouTube prejudicados.

Além das negativações, há milhares de comentários de ataques incontroláveis, com mensagens agressivas e até ameaçadoras.

Esse está sendo o preço pago pela cantora por demonstrar seu apoio ao público LGBT, que chegou a promover acusações e ameaças de boicote até o dia em que ela se posicionou.

Os clipes de Anitta agora, desde os mais antigos até os mais recentes, já beiram a casa das 60 mil negativações em apenas sete dias.

Sua equipe precisou desativar os comentários do seu perfil no Instagram, devido os grupos ameaçadores. Um dos textos desses grupos você confere a seguir:

Galera, esta ideia partiu de outro grupo que participo… Os artistas não podem nos representar, e uma forma de calar eles (sic) a partir de agora é influenciar em suas vidas e contratos que possuem milionários.. Este daqui (segue link) é um vídeo da Anitta da Claro.

Fica muito claro que se a gente negativar o vídeo como foi que nos fizeram do Mito a tendência são eles perderem seus contratos com patrocinadores como este daí… Peço que repassem ao máximo para seus grupos de amigos… Vamos buscar mexer na vida deles para perceberem o que passamos. Desafio negativar geral… começando por ela.”

Nenhum comentário

Deixe aqui seu comentario: