Marcello Diaz


                           Cobrador é morto após desentendimento




O cobrador de ônibus Antônio José Almeida foi assassinado a tiros na tarde desta segunda-feira (4), em São Luís, após desentendimento com um suposto passageiro. De acordo com informações da Polícia Militar, a morte aconteceu porque a vítima se recusou a aceitar a carteira de gratuidade mostrada pelo suspeito do crime. Ainda segundo a polícia, a carteira não seria do suspeito e, pelo menos, um disparo atingiu o cobrador.

O crime aconteceu por volta das 15h, em um ônibus da empresa Taguatur, que fazia a linha para a Vila Embratel. “As informações que chegaram até agora é de que o passageiro tentou passar na catraca utilizando uma carteira que não era sua. O cobrador não deixou e isso gerou um atrito. Um senhora, assustada com a discussão, pagou a passagem, ele passou e, em seguida, fez os disparos. O cobrador chegou a ser atendido pelo Samu, mas, infelizmente, morreu pelos disparos que atingiram sua virilha”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Franklin Pachêco Silva.

Segundo o coronel, o suspeito de efetuar os disparos já foi identificado, e vários agentes estão à sua procura. “Ele não é um assaltante de coletivo, mas um assaltante contumaz da área Itaqui-Bacanga. Já sabemos quem é, e ele será preso o mais rápido possível”, acrescentou.

Protestos
 Devido ao crime, vários motoristas de ônibus e cobradores realizaram um protesto na BR-135, quase em frente à entrada da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Um grande engarrafamento formou-se no local.
 Cobrador de ônibus é assassinado na Avenida dos Portugueses (Foto: Douglas Pinto)

1 Comentários

Deixe aqui seu comentario:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentario: