Marcello Diaz

O vereador Negão, de São José de Ribamar, a vereadora Concita Pinto, de São Luís e Jota Pinto, presidente do Diretório Municipal do PDT e pré-candidato a prefeito de São José de Ribamar, participaram do movimento.

Unidas por uma cidade livre do machismo e da violência, cerca de 300 mulheres participaram  da I Caminhada das Mulheres Ribamarenses  na sede da cidade balneária. Elas saíram    da Concha Acústica e seguiram até a Praça do Cruzeiro, onde o ato em saudação às mulheres ribamarenses e contra a violência doméstica aconteceram.

O evento no dia 08 de março é uma alusão ao Dia Internacional das Mulheres e  contou com a participação do vereador  Negão, de São José de Ribamar; vereadora Concita Pinto, de São Luís e Jota Pinto, presidente do Diretório Municipal do PDT e pré-candidato a prefeito de São José de Ribamar.

" Nós estamos aqui para dizer não à violência contra a  mulher e apoiar o movimento que luta por igualdade de gênero em todos os setores da sociedade", salientou Jota Pinto.

 O tema escolhido  por elas segue o que está sendo trabalhado em âmbito mundial pela Organização das Nações Unidas (ONU), que traz como tema da campanha 2020 “Eu sou a Geração Igualdade: concretizar os direitos das mulheres”.

Para o movimento, a luta das mulheres por respeito, liberdade de expressão e segurança vem se fortalecendo a cada dia mas ainda precisa vencer muitos desafios, dentre eles, o machismo, construção social que gera as mais diversas formas de violência contra a mulher, chegando em muitos casos à morte da vítima. No Maranhão, somente no ano passado, segundo os dados do monitoramento feito pela Casa da Mulher Brasileira, 48 mulheres foram vítimas de feminicídio.

“O despertar para a questão da violência contra as mulheres sejam elas crianças, adolescentes, jovens ou adultas é o nosso foco neste primeiro grande evento realizado pelo grupo”, salienta Marideia Ferreira Rego, integrante da coordenação do Mulheres Ribamarenses.

Sobre o grupo Mulheres Ribamarenses

Criado em fevereiro deste ano, fruto da necessidade de levar às mulheres a consciência da sua importância dentro do contexto social.

As ações em comunidades onde as mulheres vivem em situação de vulnerabilidade social é um dos focos.

1 Comentários

Deixe aqui seu comentario:

  1. Muito boa a iniciativa.
    Parabéns J 👍🏻 e a todas as mulheres atuantes pela causa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentario: