Marcello Diaz

Uma pesquisa que apresentaria resultados favorecendo o pré-candidato e ex-prefeito de São José de Ribamar, Dr. Julinho, foi impugnada na semana passada por conter falhas que estariam induzindo a um resultado completamente distorcido do cenário eleitoral atual. A pesquisa realizada no município apresentou um número inexpressivo de entrevistados, e apresentava dados superficiais em relação às exigências estabelecidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tais como controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo.

A pesquisa foi contratada pela JOAS Consultoria e Marketing LTDA-MA (CNPJ 08.685.066/0001-74), sediada em Zé Doca e que mantém ligações estreitas com o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL). Pesam contra a empresa uma série de irregularidades já investigadas por órgãos fiscalizadores. Em 2018, empresa, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA) suspendeu o contrato que a Prefeitura Municipal de Zé Doca, sob administração da prefeita Josinha, irmã do deputado, mantinha com uma TV administrada pela empresa em conjunto com a H.M.M Castro e Cia Ltda (Record Comunicação da Baixada/CNPJ 10.919.069/0001-77).  Havia suspeitas de lavagem de dinheiro. Longe da vida de executiva, uma das sócias da empresa JOAS Consultoria e Marketing LTDA-ME, Cícera Emerita Fiuza Caldas já teve seu nome constando em diversas folhas de pagamento públicas, como professora na Prefeitura de Centro do Guilherme.

Mesmo “ficha suja”, Dr. Julinho promete mudar São José de Ribamar, empurrando, goela abaixo do eleitorado, pesquisas com indícios de fraudes, encomendadas por empresa investigada. É um mal começo.

Post a Comment

Deixe aqui seu comentario: