Marcello Diaz

O uso desenfreado de aplicativos de troca de mensagens como Whatsapp pode ser prejudicial a saúde e já tem até nome, whatsappite. Uma pesquisa, realizada no ano passado nos Estados Unidos por uma empresa de publicidade para celular, revelou que, em média, as pessoas checam o aparelho 110 vezes por dia. Outra estatística, apresentada pela Nokia em 2010, mostrava até 150 checagens diárias.

Indícios de que o WhatsApp te prejudica

1. Dependência psicológica
A dependência pode trazer falta de controle e sensação de impotência diante do vício de ser sempre induzida a fazer algo. No caso do celular, de estar online, conversando, postando boas imagens, às vezes atrapalhando a rotina, o lazer, e até o sono.

2. Falta de foco
O desvio de atenção pode ser considerado falta de profissionalismo. É inegável que o aplicativo facilite a comunicação, mas no durante o expediente de trabalho restrinja ao uso estritamente profissional.

3. Exposição desnecessária
Os termos utilizados também precisam ser observados, principalmente, se o celular que você usa é da empresa, para que as mensagens não sejam inadequadas. Todo o conteúdo gerado e enviado do aparelho é passível de ser examinado (inclusive, se você apagar conversas, o histórico pode ser recuperado).

WhatsApp é problema quando coloca convívio social e familiar em risco

4. Comportamento anti-social
A dependência do comportamento traz prejuízos ou problemas importantes quando coloca emprego, relacionamento, convívio social e familiar, ou vida acadêmica em risco. É quando a pessoa negligencia tarefas e opta pela perda da qualidade de vida.

5. LER
A ‘whatsappite’ também pode ocasionar lesões por esforço repetitivo. Além de afetar articulações nos dedos e pulsos, os ombros podem ficar lesionados por conta da posição flexionada. A luminosidade excessiva e o esforço de leitura também pode prejudicar a visão.

Post a Comment

Deixe aqui seu comentario: