Marcello Diaz

Jeremias Freire Costa tem 32 anos é Ludovicense, cristão Filho do diácono da Assembleia de Deus irmão João Batista e da técnica em enfermagem Francinete. Ele nasceu na rua 07 do Bairro da Vila Embratel, como a maioria das crianças de família humilde ele iniciou seus estudos na escola pública, na comunitária rosa de Saron, passando pela escola Ariane Maria, Bandeira Tibuzzi, CEMA da Vila Embratel e o ensino médio no Liceu Maranhense II. 

O jovem promissor sempre com vontade de ser independente, teve sua carteira de trabalho assinada logo aos 14 anos de idade, em uma loja de móveis e eletrodomésticos como menor aprendiz através de curso profissionalizante pelo SENAC. 

Jeremias sempre foi estudioso, e logo no ano de 2006 foi aprovado no concurso para soldado músico do Corpo de Bombeiros Militar Do Maranhão cuja nomeação se deu em 2007. Após dois anos na corporação ele teve outra conquista a aprovação no Curso de Formação de Oficiais BM, e assim que concluiu o curso de Oficiais em junho de 2012 ele foi servir em Imperatriz e em julho de 2013 foi transferido para o batalhão na cidade de Balsas.

No ano de 2016 Jeremias retornou a São Luís, e se tornou coordenador de turma e instrutor no CFO, no mesmo ano o jovem casou-se com a soldado Julyanna, com quem já havia um relacionamento de 8 anos de namoro e que ingressou na corporação por influência do então noivo, o casal hoje têm dois filhos, Lucas de (2 anos e 10 meses) e Levi  de (1 ano e meio). 

A trajetória de Jeremias Freire não terminou por aí, ele continuava com uma crescente carreira profissional, em 2017 ele foi indicado para ser diretor de uma das escolas militares do Corpo de Bombeiros , situada no Parque Jair, região metropolitana em São José de Ribamar. A escola, antes dominada por gangues, hoje se destaca no município e possui a segunda maior nota no IDEB entre as escolas de ensino fundamental do Estado. 

Em entrevista o então candidato a vice-prefeito da capital disse que não tinha intensão a tal cargo, “não passava pela minha cabeça entrar para a política antes de finalizar a carreira de oficial, no entanto , surgiu o convite do Dr madeira, que, respaldado pelo apoio integral do secretário de segurança pública e pelo comandante geral do CBMMA, não restou alternativa senão ombrear com Madeira nesse desafio, como militar e evangélico, me posiciono como conservador e meu foco principal para um eventual governo da capital é o ensino público” disse.

Post a Comment

Deixe aqui seu comentario: